A Superintendência Federal da Agricultura na Paraíba (SFA-PB) expediu Registro do Serviço Inspeção Federal (S.I.F) para a empresa Laticínio La Belle Chèvre Ltda que produzirá um iogurte à base de leite de cabras sem lactose e sem adição de açúcar.

“A nova empresa obteve o registro no S.I.F. em tempo recorde, cerca de sete meses, porque seguiu à risca todas as normas brasileiras”, afirma Antonio Hybernon da Silva, fiscal federal agropecuário responsável pelo Serviço de Inspeção de Saúde Animal (SISA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

O produto, a ser colocado no mercado nordestino nas próximas semanas, será fabricado na cidade de Pilar (PB), numa propriedade rural com quase sete hectares, no agreste paraibano. Segundo o empresário Fernando Antônio Bezerra, a produção inicial será de 200 litros por dia, sendo que a indústria terá capacidade de produzir mil litros diariamente.

O leite será produzido pelo rebanho caprino da própria indústria, que possui 80 cabeças da raça leiteira Saanen, criadas em regime de confinamento intensivo. “Seguimos todas as exigências técnicas do MAPA, que nos deu um apoio fundamental para montar o laticínio, desde as especificações das instalações, sala de ordenha, capril, resfriamento, armazenagem, embalagem e outros detalhes técnicos. A Emater da Paraíba também foi uma boa parceira nossa”, diz Susana Maria Pinto Bezerra, engenheira de alimentos e sócia do empreendimento, que teve um investimento privado de cerca de R$ 2 milhões.

“Percebemos que havia uma lacuna na cadeia produtiva de caprinos na região, especialmente para derivados de produtos finos, então resolvemos investir nos iogurtes e queijos especiais à base do leite de cabra. O iogurte da La Belle é adequado para pessoas com dificuldades de digestibilidade, com intolerância à lactose e à proteína do leite bovino. A empresa produzirá iogurtes com sabor natural e morango”, detalha Susana, que seguiu ainda as recomendações contidas no manual G-100 da Associação Brasileira das Pequenas e Médias Cooperativas e Empresas de Laticínios.

As cabras estão instaladas num espaço fechado com piso ripado e totalmente coberto para evitar umidade, já que a raça prefere ambientes mais secos. Na propriedade foram plantadas espécies forrageiras, leguminosas e palmas, para a alimentação do rebanho, que será complementado com concentrados industrializados adquiridos no mercado de rações.

“O registro do S.I.F. é uma espécie de selo especial homologado pelo MAPA que surgiu em 1915, quando foi editado o primeiro regulamento para a criação do serviço de inspeção dentro dos estabelecimentos processadores. Até receber o carimbo do S.I.F, o produto atravessa diversas etapas de fiscalização e inspeção, cujas ações são orientadas e coordenadas pelo MAPA”, diz a médica veterinária e fiscal federal agropecuária responsável pela área de leite do SISA da SFA-PB. Elisangela Luiza de Souza Marques.

Ela diz que o serviço é responsável por garantir produtos de qualidade com certificação sanitária para o consumidor, respeitando as legislações nacionais e internacionais vigentes, o que habilita as empresas certificadas para a exportação dos produtos numa etapa futura.

QUEIJOS

Num segundo momento, a La Belle vai iniciar a produção de queijos finos, especialmente Boursin, Chevrotin, Crotin, Saint Maure, Pyramid e o do tipo Feta. “Estamos mirando a cadeia de delicatéssens e padarias diferenciadas. É um investimento pioneiro no Nordeste”, afirma Fernando Antônio.
Conta de luz fica mais cara, novamente
A conta de energia vai ficar até 5,7% mais cara a partir de segunda-feira (2) para consumidores paraibanos, clientes da Energisa no estado. São 5,7% para clientes da região de Campina Grande e 3,8% para os consumidores das demais localidades do estado. Chamado de 'Revisão Tarifária Extraordinária', esse aumento tem como objetivo repassar para o consumidor os custos com a geração de energia. Os valores das bandeiras tarifárias também sobem a partir de segunda.

O reajuste atinge 58 concessionárias em todo o Brasil e foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta sexta-feira (27). Os maiores aumentos serão para as distribuidoras AES Sul (39,5%), Bragantina (38,5%), Uhenpal (36,8%) e Copel (36,4%). Os reajustes mais baixos serão aplicados para as distribuidoras Celpe (2,2%) e Cosern (2,8%).

Para as concessionárias das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste o impacto médio será de 28,7% e para as distribuidoras que atuam nas regiões Norte e Nordeste, de 5,5%. A diferença ocorre principalmente por causa do orçamento da CDE e da compra de energia proveniente de Itaipu.

A revisão extraordinária está prevista nos contratos de concessão das distribuidoras, e permite que a Aneel revise as tarifas para manter o equilíbrio econômico e financeiro do contrato, quando forem registradas alterações significativas nos custos da distribuidora, como, por exemplo, modificações de tarifas de compra de energia, encargos setoriais e de uso das redes elétricas. Na tarde de hoje, a Aneel também aprovou o orçamento da CDE para este ano, que prevê repasse de R$ 22 bilhões para a conta dos consumidores de energia.

Entre dezembro de 2014 e fevereiro de 2015, várias empresas solicitaram a revisão extraordinária, por causa da falta de chuvas e a maior necessidade de compra de energia de termelétricas, que é mais cara.

O Teatro Jansen Filho terá mais uma noite de cultura, neste sábado (28), quando estará se apresentando o grupo ELEANOR, com a peça teatral “Cantigas do Sertão para Voar.

A apresentação terá início às 20:00, com entrada franca. Segundo o secretário de Cultura Alexandre César (Bilú), o espetáculo é um show lítero musical e tem a participação de grandes nomes da cultura a exemplo de Kalu Vital, Josiene Lira, Jéssica Lins, Erivaldo Khonda, Rômulo Campos e Diomedes Júnior, entre outros.

A peça tem direção de Flávio Magalhães e é uma realização da Prefeitura de Monteiro, através da secretaria de Cultura.
ACAM-ASSOCIAÇÃO DOS CAMINHONEIROS AUTÔNOMOS DE MONTEIRO – PEDRO ROMÃO SOBRINHO.

A Associação dos Caminhoneiros Autônomos de Monteiro – Pedro Romão Sobrinho, vem de público manifestar seu mais veemente e irrestrito apoio ao movimento de paralisação dos caminhoneiros da Paraíba e do Brasil, em protesto pelo aumento abusivo dos combustíveis, em detrimento dos baixos preços dos fretes, bem como, os tributos elevados sobre o transporte.

Monteiro, 27 de fevereiro de 2015


A Diretoria


Hoje tem  reinauguração do bar "O REI DO BAIÃO"  com Mario e Junior e Caíque lima, o bar fica localizado no alto do cemitério em Monteiro.

****************************************************

Neste sábado 28 de fevereiro estarei no Garagem Monteiro a partir das 21:00 horas reúna sua galera e venha curtir muita musica boa .

*********************************************


******************************
Amanhã... Éeee Amanhã...
1* Festa do Semáforo no ‪#‎Portugas_Bar‬ em ‪#‎MONTEIRO_PB‬...
Adquira já o seu ingresso a venda em ‪#‎Belo_Gravações‬ & ‪#‎Marivaldo_CDs‬ao preço de R$ 10,00... 
...



                                                             A CONFIRMAR


A edição do Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (27) trouxe o reajuste dos vencimentos promotores e procuradores de Justiça, conselheiros do Tribunal de Contas do Estado e dos servidores do Judiciário paraibano. Em média, o reajuste foi de 6%.
Com a revisão salarial, o procurador de Justiça e o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado passam a ganhar R$ 30 mil e 417. 

Para os cargos de conselheiro substituto e de procurador do Ministério Público
de Contas, o subsídio mensal será de R$ 28.947,55. Todos os reajustes são com efeito a partir de 1º de janeiro de 2015.

Os vencimentos dos deputados estaduais, desembargadores e juízes já haviam sido reajustados nessa mesma proporção. Os deputados estaduais da Paraíba têm vencimentos de R$ 35.560,42.

Com a publicação das leis na edição do Diário Oficial desta sexta-feira, um promotor de Justiça de 3ª Entrância passa a ganhar R$ 28.947,54; um promotor de Justiça de 2ª Entrância fica com vencimentos de R$ 27.500,16. 

Já um promotor de Justiça de 1ª Entrância terá vencimentos de R$ 26.125,15; e um promotor de Justiça Substituto perceberá R$ 24.818,90. 

O reajuste dos vencimentos dos deputados estaduais é estabelecido a cada quatro anos, sempre no início da nova legislatura, e representa 75% dos subsídios de um deputado federal. 

A partir de 1º de fevereiro, quando o novo subsídio dos deputados federais passou valer, cada deputado federal custar mensalmente R$ 1.792.164,24 aos cofres públicos. Este valor leva em conta os 13 salários anuais, a média de gastos da ajuda de custo, do cotão, do auxílio-moradia e dos gastos com verba de gabinete.
Uma tentativa de homicídio foi registrada na madrugada desta Sexta feira na cidade de Monteiro.
O crime ocorreu por volta das 3 e 15 da manhã na BR 110, NA Vila da Manzuá. O autor seria o estudante de iniciais F J G, idade não confirmada.
As duas vítimas seriam E M S L, 21 anos, solteiro, estudante e E H F C, 31 anos, solteiro, motorista, todos residentes em Monteiro.
A guarnição comandada pelo Cabo Jaison, realizava rondas quando se deparou com as vítimas, que disseram que estavam vindo do Bar Recanto Verde em sua motocicleta quando teriam sido vítimas de vários disparos de arma de fogo próximo à Manzuá.
Um dos tiros atingiu o braço esquerdo de uma das vítimas, enquanto que a outra foi atingida com um tiro nas costas
As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Santa Filomena e em seguida prestaram depoimento na Delegacia Local. Segundo uma das vítimas, o acusado seria conhecido e que não haveria nenhuma desavença entre ambos.
A polícia foi à residência do acusado, porém o mesmo não se encontrava no local. Todas as informações sobre o acusado, nome, endereço e outras, foram repassadas ao delegado de plantão.

Tribuna do Cariri
Desembargador derruba decisão de juiz que queria suspender WhatsApp no país

O desembargador Raimundo Nonato Alencar, do Tribunal de Justiça do Piauí, derrubou a decisão do juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, que pedia a suspensão do aplicativo WhatsApp no Brasil por não colaborar com as leis brasileiras.

De acordo com o desembargador, o ato punitivo aplicado pelo juiz não é razoável. “A suspensão de serviços afeta milhões de pessoas em prol de investigação local”, justificou Alencar na sentença, publicada nesta quinta-feira (26), um dia após o polêmico pedido de suspensão ter vazado na internet.

Correia encaminhou um mandado aos provedores de infraestrutura (backbones, ou seja, os serviços que conectam o Brasil à internet) e aos provedores de conexão (operadoras de telefonia móvel, entre outras), para que suspendessem temporariamente o aplicativo de mensagem instantânea, até que a empresa cumprisse determinações judiciais de 2013. A suspensão atingiria os domínios whatsapp.net e whatsapp.com.

Os serviços não chegaram a ser interrompidos porque os provedores teriam entrado com recurso na Justiça contra a decisão de Correia. A greve do Judiciário piauiense, que já dura quatro dias, também teria prejudicado o cumprimento do mandado.

Em nota, o juiz disse que a determinação foi fruto “de reiterados descumprimentos de ordens judiciais, em diversos procedimentos que apuram crimes da mais elevada gravidade”. Segundo ele, o WhatsApp tem adotado uma “postura arrogante”. “Sob a alegação de não ter escritório neste país, se mantém inerte às solicitações da Justiça brasileira, desrespeitando decisões judiciais a bel-prazer.”

Apesar de a decisão ter sido derrubada, a Polícia Civil do Piauí comunicou que pretende aplicar novas medidas punitivas contra o WhatsApp até que a empresa colabore com as investigações em andamento. Não foi informado, no entanto, quais punições serão adotadas.
Curso de Tiro Defensivo ministrado pela ACADEPOL aos Policiais do Cariri. 
A 14ª DSPC com sede em Monteiro, visando capacitar e aprimorar nossos policiais civis, realizou nos dias 23, 24 e 25 o Curso de uso diferenciado da força:Tiro Defensivo ministrado pela Academia de Polícia Civil(Acadepol), em parceria com a Secretaria de Educação do Município de Monteiro­/PB e o 11º Batalhão da Polícia Militar com participação de Policiais Militares no curso. A capacitação objetiva aprimorar o uso adequado de armas de fogo em operações policiais.
OPIPOCO
Por falta de transparência, Presidentes de Câmaras do Cariri podem ser processados por improbidade administrativa
Todo e qualquer cidadão tem direito de saber o que acontece na administração do Município. Ora sendo o ato do Prefeito, ora sendo dos Vereadores. Há poucos dias foi divulgado que as Prefeituras ou não tinham Portal da Transparência ou não o atualizava como deveria. Seu principal fiscalizador, as Câmaras de Vereadores, que deveria cobrar do Executivo essa exigência não tem, entretanto, aparato moral de cobrar, pois também não tem Portal da Transparência, exigido pela Lei de Acesso à Informação.

Em levantamento exclusivo feito pelo portal De Olho No Cariri, atestamos que 13 Câmaras do Cariri sequer tem portal da transparência. Em outras 4 cidades da região, o site foi localizado, mas em um deles, o da Câmara de Serra Branca, a última atualização registrada está datada do ano de 2009.

O Professor de Direito em Gestão Pública da UFCG de Sumé, Irivaldo Oliveira, foi ouvido pela reportagem do portal De Olho no Cariri e afirmou que a Lei de Transparência obriga a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios a fornecerem em tempo real, pela internet, todas as informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária e financeira de cada ente federativo.

“O descumprimento da Lei de Transparência e de Acesso à Informação, gera punição de improbidade administrativa e quem será penalizado com certeza é o Presidente da Câmara Municipal”, destacou o professor que também é vice-diretor do CDSA.

Pela pesquisa feita pelo De Olho no Cariri, os Legislativos Municipais que nem site tem são: Amparo, Ouro Velho, São José dos Cordeiros, Prata, Congo, São João do Cariri, Cabaceiras, Caraúbas, Camalaú, Monteiro, São Sebastião do Umbuzeiro, Zabelê.

O portal flagrou ainda algumas Câmaras que até tem site, mas não é atualizado: Serra Branca – que deste de 2009 tem portal desatualizado; Sumé – o site foi atualizado em agosto de 2014; Boa Vista – o site atualizado em outubro de 2013; Coxixola pelo acesso a um requerimento de um vereador pode ser identificado que a atualização foi no ano de 2011.

Reportagem: Wandri Tadeus
Edição: Klebson Wanderley
O Ministério da Educação (MEC) cortou 64,6% (7.109) das 11 mil bolsas previstas para a edição deste ano do programa Jovens Talentos para Ciência. Isso representa um corte de R$ 34,1 milhões dos R$ 52,8 milhões do orçamento previsto para o projeto. O resultado das 3.891 candidaturas homologadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) foi publicado nesta quinta-feira no Diário Oficial da União (DOU), com uma semana de atraso. O programa é destinado a estudantes de graduação de todas as áreas do conhecimento e tem o objetivo de incentivar a iniciação científica.
De acordo com o texto do DOU, foram aprovados "estudantes que alcançaram nota igual ou superior a 60 no processo seletivo". No edital ano passado, constava a regra sobre essa nota mínima. No entanto, o edital do concurso deste ano não previa qualquer nota de corte. Segundo o documento, "os estudantes serão classificados em ordem decrescente das notas obtidas na prova seletiva, até o limite do número total de bolsas oferecidas", que neste ano é de 11 mil. Na última edição foram preenchidas 10.886 vagas.
A Capes nega que tenha havido corte nas bolsas, alegando que o número de vagas preenchidas está de acordo com o que previa o edital do concurso, que falava na concessão de até 11 mil vagas, mas não necessariamente no preenchimento de todas. "Sendo assim, o resultado divulgado nesta quinta-feira está de acordo com o previsto na chamada", informa texto da entidade publicado em seu site. A Capes, no entanto, não explicou porque utilizou um critério de nota de corte que excluiu parte dos candidatos, apesar de o edital deste ano não prever isso.
Um estudante do curso de Engenharia da UFRJ, que preferiu não se identificar para evitar "constrangimentos e exposição", reclamou das mudanças das regras na divulgação:
- Não existe no edital qualquer referência de caráter eliminatório no qual haja um mínimo de 60 pontos. No meu caso, fiz 59 e estou me sentindo extremamente lesado. Além disso, nenhuma retificação de edital divulgada pela Capes diminui o número de vagas ofertadas ou sequer estabelece um mínimo de pontos.
De acordo com a última alteração do edital referente ao Jovens Talentos, a Capes divulgaria o resultado até o dia 20 de fevereiro. Inicialmente, a divulgação estava prevista para dezembro.
Como o valor mensal das bolsas oferecidas aos alunos ao longo de 12 meses é de R$ 400, o orçamento do programa é de pelo menos R$ 52,8 milhões, sem considerar o valor eventualmente pago aos professores-orientadores.

Fotos íntimas de PM feminina vazam e causam alvoroço nas redes sociais



Uma policial militar identificada como Dávila Rodrigues, da cidade de Pedrinhas, no estado do Maranhão, teve fotos e um vídeo com imagens de momentos íntimos divulgados na internet, após vazarem através do aplicativo Whats App.

De acordo com a imprensa local, as imagens da jovem policial mantendo relações sexuais com um homem foram parar em sites de conteúdo adulto
.
As informações da imprensa local ainda dão conta de que o comando da Polícia Militar do Maranhão investiga o caso.
B NEWS


Um policial civil foi preso após denúncias de um comerciante do bairro Mangabeira IV, Zona Sul de João Pessoa. Ele é acusado de roubar 200 quilos de queijo do comerciante.

Não é a primeira vez que o policial é detido por agir as margens da lei. Em 2014, ele foi preso, suspeito de extorquir um grupo de colombianos agiotas.

Ele foi preso e encaminhado para o 2º Distrito Integrado de Segurança Pública, em Mangabeira,de  onde foi encaminhado sob custódia para a Central de Policia no Varadouro . A mercadoria roubada não foi encontrada com ele. Uma pistola .40 da Secretária de Segurança de uso legal, bem como as munições que portava, foram apreendidas.

A PM informou que o suspeito nega a autoria do roubo. O comerciante foi a delegacia e reconheceu o policial como sendo o autor do roubo.

Na saída da delegacia para a Central de Policia, o Policial Civil, agrediu o Cinegrafista da TV Correio, com um chute na perna, além de ameaças os demais profissionais de Imprensa, dizendo “Pode filma que depois pego um por um”.

O cinegrafista registrou um BO por agressão e ameaça, em seguida foi encaminhado para o DML para ser submetido a exame de corpo de delito.


Conquistar o direito de sentir prazer sexual – dentro do casamento entre homem e mulher, é claro – é o novo desafio da vanguarda evangélica após o abandono do modelo coque/saia e a criação do funk gospel. Para João Ribeiro e Lídia Ribeiro, membros da Congregação Cristã, uma das mais tradicionais do País, isso significa mais: ter um espaço nas prateleiras dos sexshops para produtos evangélicos. Eles apostam suas fichas na criação de uma linha voltada exclusivamente para o público religioso. A procura de itens eróticos para apimentar a relação não é novidade no meio gospel. Os óleos de massagens e vibradores líquidos estão entre os produtos mais procurados pelos fiéis em sexshops. Mas o uso ainda é debatido dentro das igrejas.
Para superar o tradicionalismo, os empresários tratam a nova linha, batizada In Heaven, como “novo segredo de um casamento feliz”. Os produtos serão lançados na 22ª Erótika Fair, principal feira do mercado erótico, realizada em São Paulo, entre 6 e 8 de março. “O nosso stand [da feira] será dividido entre céu e inferno”, brinca Ribeiro, já que a linha dividirá espaço com produtos inspirados na trilogia "50 Tons de Cinza", que explora o sadomasoquismo e promete ser um dos temas mais explorados no evento.
O rótulo discreto em branco com uma pomba dourada, clássico símbolo cristão, dá certo tom divino aos quatro primeiros produtos da In Heaven (No céu, em inglês). São eles: Pure (adstringente, que promove a sensação "virgem de novo"), Vibe (vibrador líquido), Mais Prazer (excitante feminino) e Mais Tempo (prolongador de ereção).
Ribeiro conta que a inspiração do nome veio da música "Cheek to Cheek", versão cantada por Ella Fitzgerald, ícone do jazz nos EUA. Ele acredita que a linha terá a mesma função da canção, "resgatando o romantismo entre os casais apaixonados". “A ideia principal é que o casal se sinta à vontade para comprar e tenha a certeza de que não está sozinho. Não há motivo para vergonha. Somos 52 milhões de evangélicos no Brasil e não tínhamos uma linha específica”, explica Ribeiro, que ao lado da mulher comanda a sexshop Secret Toys, em Jandira (SP).
Produzidos e distribuídos pela INTT Cosméticos, a linha deve alcançar 20 itens nos próximos três meses. A diretora da marca, Alessandra Seitz, reconhece que apesar de fortes consumidores, os evangélicos não contavam com representação no mercado erótico. “Muitas vezes eles querem o produto, mas não compram porque tem uma algema no rótulo, por exemplo. Promover essas mudanças é uma forma de respeito com o consumidor evangélico”, defende. Cada bisnaga tem o preço sugerido de R$ 15 e deve estar disponível aos clientes ainda em março.
Além da nova roupagem, os produtos contam com cheiro, princípios ativos e gosto mais suaves se comparados aos outros produtos eróticos do mercado. Para Alessandra, que não é evangélica, a nova linha deve incentivar outras empresas a produzirem linhas segmentadas. "Não dá para ignorar a força deles", justifica.  O lançamento faz parte do Projeto Gospel, uma força-tarefa evangélica realizada pelo casal em parceria com a Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual (Abeme).
Na feira, o livro Guia Gospel para Sexshops será vendido aos lojistas para promover o surgimento de lojas eróticas especializadas, com atendimento especial a religiosos. Já nas igrejas evangélicas, os autores do livro planejam percorrer encontros de casais, dar palestras e esclarecer o que a cosmética sensual pode fazer ao casamento. “Vamos discutir sexo e isso será feito de evangélico para evangélico. Não vamos mais ficar fora dessa”, conclui Ribeiro.
IG
Resultado de imagem para plantao policial

Um homem de 52 anos, de iniciais J.A,  foi preso na tarde desta quarta-feira (25) na cidade da Prata no Cariri paraibano. Segundo informações da PM  comandada pela guarnição Sargento Reginaldo, o mesmo estaria armado com uma faca peixeira e uma pedaço de pau , atentando contra a vida de um cidadão de iniciais  J.V, devido a gravidade do problema o Sargento Reginaldo solicitou apoio de mais  uma viatura da cidade  de Ouro Velho. 
A guarnição saiu  em diligência na captura do acusado,mas ao chegar no local já não se encontrava mais ninguém. A PM se deslocou até a casa do senhor J.A  e o encontro sentado na calçada e deu voz de prisão ao mesmo, o acusado não resistiu a prisão e foi conduzido para a delegacia onde foram  tomadas as medidas cabíveis.    

OPIPOCO



Prefeito de Pocinhos é alvo de ação da Procuradoria da República e pode perder o mandato

POCINHOS - O prefeito, Cláudio Chaves Costa (PMN), pode ser condenado por improbidade administrativa pela Justiça, perder os direitos políticos e ser afastado do cargo. 
Ele responde a inquérito civil instaurado pelo procurador da República,  Bruno Galvão Paiva. 
Cláudio é acusado de descumprimento, pelo município, de ordem de pagamento de honorários advocatícios à Advocacia Geral da União (AGU), por meio de Requisição de Pequeno Valor. 
Veja abaixo a portaria na íntegra. 
PORTARIA Nº 16, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2015 
O DR. BRUNO GALVÃO PAIVA, PROCURADOR DA REPÚBLICA, no uso de suas atribuições legais, com fulcro na Resolução nº 87, de 03 de agosto de 2006, do Conselho Superior do Ministério Público Federal. 
RESOLVE: 
Converter em Inquérito Civil, com espeque no art. 2º, § 7º, da Resolução nº 23/2007, do Conselho Nacional do Ministério Público – CNMP, e art. 4º da Resolução nº 87/06 do Conselho Superior do Ministério Público Federal – CSMPF, o Procedimento Preparatório nº Documento assinado digitalmente conforme MP nº- 2.200-2 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. 
O documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.transparencia.mpf.mp.br/diario-e-boletim/diario-eletronico-dmpf-e.DMPF-e Nº 25/2015- EXTRAJUDICIAL Divulgação: quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 Publicação: sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015 33  1.24.001.000123/2014-57, instaurado para apurar suposta prática de ato de improbidade pelo Sr. Cláudio Chaves Costa, Prefeito de Pocinhos/PB, por  descumprimento, pelo município, de ordem de pagamento de honorários advocatícios à Advocacia Geral da União, por meio de Requisição de Pequeno Valor. 
Registrada esta, sejam inicialmente tomadas as seguintes providências:
I. Registre-se e autue-se, conforme o art. 5º da Resolução n.º 87/2006 – CSMPF; 
II. Proceda-se a comunicação à 5ª Câmara de Coordenação e revisão, via Sistema Único, a fim de que lhe seja dada a devida publicidade, nos termos do art. 16 da Resolução nº 87/2006, em observância ao art. 6º da Resolução nº 87/2006; 
III. Cumpram-se as diligências apontadas no despacho n.º 1736/2014; 
IV. Obedeça-se, para a conclusão deste Inquérito Civil, o prazo de 01 (um) ano, consoante estabelecido no art. 9º da Resolução nº 23/2007 - CNMP e art. 15 da Resolução nº 87/2006 – CSMPF. 
BRUNO GALVÃO PAIVA - Procurador da República