opipoco1@gmail.com

opipoco1@gmail.com

Pronaf garante seguro para agricultores familiares

OPIPOCO MONTEIRO | quinta-feira, agosto 01, 2013 | 0 comentários


O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) informa que agricultores que vão contratar o financiamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para o custeio da safra 2013/2014 dispõem, além do crédito, de um mecanismo para assegurar a produção familiar em qualquer região do país.
O Seguro da Agricultura Familiar (Seaf) é feito automaticamente no ato de contratação de custeio do Pronaf. Pelo mecanismo, o agricultor pode aderir à cobertura adicional para pagamento de prestações de financiamento de investimento do Programa.
O Seaf garante 100% do valor financiado e mais uma parcela de renda até 65% da Receita Liquida Esperada do Empreendimento (RLE), limitada a R$ 7 mil. O agricultor tem direito à indenização quando tem perdas maiores que 30% causadas desastres como seca, geada, granizo, chuva excessiva, vendaval, ventos frios, variação excessiva de temperatura e doenças provocadas por fungos ou pragas sem método difundido de combate, controle ou profilaxia.
"Ao fazer o financiamento do Pronaf, o produtor tem o amparo do Seguro da Agricultura Familiar. O seguro da agricultura familiar cobre a dívida junto ao banco e garante, inclusive, uma pequena renda quando a sua atividade é totalmente afetada", explica o secretário da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SAF/MDA), Valter Bianchini.
O produtor que quiser assegurar a cobertura deve apresentar a análise do solo da lavoura, observar o tipo de cultura mais adequada à sua região (zoneamento agrícola) e solicitar ao banco a vistoria prévia, no caso de lavouras permanentes ou temporárias que estejam implantadas antes da liberação dos recurso
   

:

POSTE UM COMENTÁRIO:
Não serão aceitos comentários de cunho pejorativo, obsceno, racista e ofensivo. Comentários abusivos, odiosos ou difamadores de qualquer pessoa ou instituição serão igualmente desconsiderados.

0 comentários