SÃO PAULO - O Conselho Nacional de Políticas Criminais e Penitenciárias (CNPCP), órgão vinculado ao Ministério da Justiça, aprovou uma recomendação para o fim das visitas íntimas em unidades prisionais do País. Segundo o órgão, é preciso pôr fim às "práticas vexatórias" nas penitenciárias brasileiras e intensificar a substituição dos atuais processos pelo uso de aparelhos tecnológicos.

A medida, assinada pelo presidente do conselho, o defensor público paulista Luiz Antônio Silva Bressane, afirma que "a verificação para controle de acesso aos estabelecimentos penais não deve ofender a dignidade da pessoa humana, garantida na Constituição".

Entre as práticas que devem ser abolidas estão o desnudamento total ou parcial do visitante; a obrigatoriedade de agachamento ou saltos; a introdução de objetos em pessoas; e o uso de animais farejadores.

"O fim da revista vexatória tem o objetivo de preservar a dignidade, inviolabilidade da intimidade e honra das pessoas que necessitem ingressar em um estabelecimento prisional", disse Bressane.

O conselho recomenda que as administrações penitenciárias dos Estados troquem as atuais práticas de revistas por equipamentos de scanners e outros aparelhos detectores de metais para controlar o acesso aos presídios.

O CNPCP é um órgão colegiado formado por 18 membros e contribui com o Ministério da Justiça para a formulação das políticas penitenciárias, particularmente em relação à execução penal, à administração da justiça criminal e à prevenção de delitos.

Lei em SP. Em São Paulo, a lei que impede a revista íntima no sistema prisional foi sancionada no mês passado, pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB). As prisões estão proibidas de submeter os visitantes a procedimentos invasivos. O governo tem até 180 dias para regulamentar a lei por meio de um decreto.

Um dos pontos citados é a substituição da revista íntima manual por equipamentos de scanners corporais e aparelhos de raio X. Segundo o governo, a substituição dos processo ainda precisa de uma aprovação orçamentária.


Estadão
Antônio Mineral reage às insinuações de venda de apoio e declara guerra a RC; aliados rebatem
O deputado federal Antônio Mineral, do PSDB, que virou notícia esse final de semana por abandonar o projeto de reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB) para apoiar a candidatura do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) ao Governo da Paraíba reagiu às insinuações de que teria “negociado” o apoio em troca de dinheiro e soltou o verbo contra o grupo socialista.

Ele disse que chegou a negociar sim, mas foi com o governador Ricardo Coutinho (PSB) para poder ter, por exemplo, uma ambulância destinada à região em que atua.

“Realizei negociatas várias vezes com Ricardo. Negocie minha licença por uma ambulância para um município de minha base política”, disse.

A reação do tucano aconteceu logo depois da repercussão de um vídeo em um comício, em que o governador Ricardo Coutinho diz que se quisesse, teria a maioria dos apoios na Assembléia Legislativa da Paraíba, ao preço de uma gratificação de R$ 300 mil.

“Se eu quisesse, eu colocaria uma ruma de deputados ali e garantia maioria na Assembleia, que hoje eu não tenho, com as mesmas práticas que os outros tinham de maioria. Mas, eu não vou pegar dinheiro do povo, pegar o dinheiro de vocês, das mães de família, pegar R$ 300 mil e dar de gratificação para um deputado ser de minha base.”, disse Ricardo.

O deputado tucano disse ainda que os asfaltos que conseguiu para os municípios onde tem bases políticas só foram possíveis devido ao comprometimento de votar a favor do pedido de empréstimo para o Estado, do qual ele foi relator.

“Você só consegue alguma coisa de Ricardo Coutinho se ele precisar de você, Eu mesmo negocie várias vezes com o governador. Quem quer ser só bonzinho vai responder pelo que está sendo apurado, pois tudo chega ao conhecimento do povo”, falou.

O tucano foi mais além e chegou a dizer que o governador negociou a vaga de vice em sua chapa, oferecendo dinheiro para que algum deputado fosse seu companheiro de chapa, mas ninguém aceitou porque, conforme Mineral, o dinheiro do governador “tem mofo e é podre, ninguém quer”.

Devido às declarações do governador, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa decidiu acionar o governador e candidato à reeleição, Ricardo Coutinho (PSB), na Justiça, para que ele se retrate da declaração, dada durante um comício em Alhandra, há poucos dias, quando afirmou que para ter o apoio de deputados da Casa, bastaria dar R$ 300 mil de gratificação para cada um deles.

REAÇÃO
Enquanto Mineral condenava às declarações do governador, o deputado estadual Tião Gomes, do PSL, cuidou de sair em defesa de Ricardo Coutinho e disse que se o chefe do executivo quisesse, realmente teria a maioria dos deputados na Casa.

Tião lembrou que o governador nunca quis se curvar ao que os deputados queriam. “Ricardo não trabalha com negociata. Porque o governo dele é diferente. Ricardo tem é razão quando falou de alguns deputados na Assembleia Legislativa””, ressaltou.

Para o deputado, que integra a base do Governo, essa é a campanha dos grandes contra os que querem mudar o Estado.


ALIADOS DE MINERAL MANTÉM APOIO A RICARDO
Segundo informações divulgadas pela assessoria do governador, os prefeitos de Assunção, Rafael Oliveira (PSD); de Salgadinho, Débora Cristiane (PSDB); e de Desterro, Rosângela Leite (PSB); não acompanharão a decisão do deputado estadual Antônio Mineral (PSDB) e reafirmaram apoio à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB), candidato da coligação ‘A Força do Trabalho’.

A mesma decisão foi tomada pelos ex-prefeitos de Assunção, Vogel Oliveira (PTB), e de Salgadinho, Luciano Morais (PSDB).

As lideranças políticas do Sertão paraibano foram recebidas pelo governador na noite de ontem, segunda-feira (1), em João Pessoa, e reafirmaram que seguem firmes com o projeto do socialista.

Ricardo agradeceu o gesto e disse que a demonstração de confiança dos prefeitos e ex-prefeitos é fruto do compromisso que sua gestão tem tido com a população, sobretudo, a que mais precisa. 


Márcia Dias

PB Agora



Lá se foi seu Adejar Andrade

Monteiro perdeu um grande homem na noite desta segunda-feira (01): Adejar Andrade, aos 93 anos, que veio a falecer no Hospital da Unimed, em João Pessoa, onde estava internado há alguns dias. Adejar era muito querido pela comunidade monteirense, a triste notícia deixou muitos de luto na terra de Pinto do monteiro. Seu sepultamento ocorrerá na tarde desta terça-feira, no cemitério público de Monteiro. Adejar partiu deixando 7 filhos.
CL
IBOPE/SENADO: Zé Maranhão tem 30%, Wilson Santiago 19% e Lucélio Cartaxo 14% 
Jornal da Paraíba
Na disputa para o Senado, o ex-governador José Maranhão, candidato do PMDB, está na liderança com 30% das intenções de voto, segundo os números da pesquisa Ibope, realizada de 28 a 31 de agosto. No segundo lugar aparece o candidato Wilson Santiago, do PTB, com 19% das intenções de voto.

Lucélio Cartaxo, candidato do PT, ocupa a terceira posição com 14%. Walter Brito, do PTC, está com 2% das intenções de voto, enquanto a candidata Professora Leila, do Pros, tem 1%. Os demais candidatos que concorrem ao Senado não pontuaram. A pesquisa mostrou ainda que 17% dos eleitores votariam branco ou nulo nas eleições, enquanto que 16% não sabem ou não responderam.

De acordo com a pesquisa, José Maranhão vai bem entre os eleitores do sexo masculino (32%), com mais de 55 anos de idade (36%), no universo dos mais pobres, com renda até 1 salário mínimo (33%), nos grupos do ensino fundamental (34%) e entre os de religião católica (32%). Por região, o candidato do PMDB está melhor colocado no Agreste, com 42% das in tenções de voto. O candidato Wilson Santiago tem melhor votação na região do Sertão, com 35% das intenções de voto. Já o candidato Lucélio Cartaxo se destaca no Litoral, com 27%.
Roteiros do interior da Paraíba serão divulgados durante Feira de Turismo Rural; ponto turístico no cariri será um dos destaques
Tem início nesta quarta-feira (3), em Campina Grande, a 10ª edição da Feira Regional de Turismo Rural (RuralTur). O evento vai ser realizado até sexta-feira (5) nas dependências da Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep) e terá a presença da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur) entre os expositores. O turismo rural já é uma prática em vários municípios paraibanos (Areia, Bananeiras, Conde, Pitimbu, Lucena, Cabedelo, Pilões e Alagoa Nova). A atividade consiste em oferecer aos turistas novos roteiros que combinam o sol e mar, ecoturismo e artesanato, além de experiências gastronômicas.

No estande da PBTur serão divulgados os principais roteiros da região do Brejo, com destaque para Bananeiras; o Cariri, que tem o Lajedo de Pai Mateus como principal atração; o Curimataú, que apresenta a emblemática Pedra da Boca; o Sertão, com o renovado Vale dos Dinossauros em Sousa, e a cidade de Piancó, com seus monumentos históricos e belezas naturais.

A presidente da PBTur, Ruth Avelino, destaca que a Ruraltur é um ambiente ideal para a massificação desses roteiros, tendo em vista o perfil do público que frequenta a Feira e os temas que são abordados durante as palestras e debates. “Há gente de todo o Nordeste participando da Ruraltur interessada em conhecer as melhores práticas do turismo rural e os roteiros pelo Nordeste. A Paraíba conta com excelentes experiências que atendem muito bem o perfil desses turistas”, avalia a executiva.

Tema – A 10ª edição da Ruraltur vai ter cerca de 40 estandes de agências de viagens, meios de hospedagens (hotéis, pousadas e hostel), restaurantes e empresas que operam com o turismo rural. De acordo com a programação do evento, estão confirmadas as realizações de Rodadas de Negócios, Encontro de Lideranças do Turismo Rural e o 5º Seminário de Turismo Rural. A expectativa dos organizadores é de que aproximadamente 6 mil pessoas visitem a feira durante os três dias.

Assessoria
Cássio venceria Ricardo com mais de 270 mil votos, aponta Ibope
Os números da primeira pesquisa Ibope/TV Cabo Branco revelam que o candidato do PSDB, Cássio Cunha Lima, segue na dianteira da disputa, com 47% da intenção de votos, seguido pelo governador Ricardo Coutinho, do PSB, com 33%. O candidato Vital do Rego, do PMDB, vem com apenas 4%. Major Fábio (PROS) tem 1%. Tácio Teixeira(PSOL) e Antônio Radical (PSTU), somados, beiram a 1%.

A julgar esses números como verdadeiros, a pesquisa projeta uma diferença pró Cássio da ordem de 272 mil votos. Considerando que a Paraíba tem, atualmente, 2.835.781 eleitores, e projetando uma abstenção em torno de 18,5% (a mesma de 2010), e descontando os brancos e nulos, teríamos aproximadamente 1.961.338 de votos válidos.

Assim, a preço de hoje, o candidato Cássio teria cerca de 920 mil votos . Como Ricardo tem 33%, ainda pelo Ibope, ele teria aproximadamente 650 mil votos. A diferença ficaria então na casa dos 272 mil votos. Já o candidato do PMDB, Vital Filho, com 4%, teria algo em torno de 78 mil votos. Considerando que a soma de Tárcio e Radical não supera 39 mil votos, não teríamos segundo turno.

Números – Nas eleições de 2010, a Paraíba tinha 2.738.313 eleitores. Houve uma abstenção de 18,48%, ou 506.052 que deixaram de votas, o que totalizou 2.232.261 votantes. Os votos válidos computados atingiram 1.893.926. Em 2014, o total de eleitores subiu 3,6%, e foi a 2.835.781. Projeta-se, com base na tendência de abstenção do eleitorado, cerca de 1.961.338 votos válidos para as eleições deste ano.

Rejeição – Ainda segundo o Ibope, o governador RC lidera o índice de rejeição com 33%, seguindo pelo senador Cássio, com 23%. Traz ainda Vital Filho (22%), Major Fábio e Tárcio (21%) e Antônio Radical (18%).

Pesquisa – A pesquisa foi realizada entre os dias 28 e 31 de agosto, e foram entrevistados 812 eleitores, em 43 municípios do Estado. A margem de erro é de 3%, enquanto o nível de confiança é de 95%. Foi registrada no TRE sob o número 00022/2014, e no TSE, nº BR-00481/2014.
OPIPOCO com Helder Moura JP
Ricardo diz que se quisesse pagava R$ 300 mil e tinha 'uma ruma de deputados'
O governador Ricardo Coutinho não parece muito incomodado com o tamanho diminuto de sua bancada na Assembleia, especialmente após a adesão do deputado Antônio Mineral ao senador Cássio Cunha Lima. Durante passagem pelo Litoral Sul (Alhandra), Ricardo detonou que não iria pagar R$ 300 mil de gratificação a deputados para ter maior maioria na Casa.

Disse o governador: “Se eu quisesse, eu colocaria uma ruma de deputados ali e garantia maioria na Assembleia, que hoje eu não tenho, com as mesmas práticas que os outros tinham de maioria. Mas, eu não vou pegar dinheiro do povo, pegar o dinheiro de vocês, das mães de família, pegar R$ 300 mil e dar de gratificação para um deputado ser de minha base.”

A bancada governista – A preço de hoje, o governador teria o apoio dos seguintes deputados: Adriano Galdino (PSB), Anísio Maia (PT), Doda de Tião (PTB), Gilma Germano (PPS), João Gonçalves (PSD), Lindolfo Pires (Dem), Monaci Marques (PPS), Wilson Braga (PV). Monaci é suplente de Gilma Germano, enquanto João Gonçalves tem sinalizado para apoiar Cássio.
Helder Moura JP
Ninão de Assunção-PB com 2,29m usa altura como fonte de renda
“Sofri muito preconceito e ouvi muitas piadas”, diz Joel Fernandes, em visita a Fortaleza, nesta quinta-feira (28). “O pessoal fala muita piadinha, mas como são todas repetidas, eu tenho a resposta pronta, mas não me incomodo muito, levo na brincadeira”, diz. Joel tem a marca de 2,29 metros, aos 29 anos de idade.

“Com 14 anos, eu tive exatos dois metros de altura e na escola eu me dava bem com alguns alunos, mas nas ruas as pessoas não entendem que ser alto não é nada de outro mundo”, relata. Joel, conhecido entre os amigos como Ninão, pesa atualmente 150 quilos e calça número 53.

O tamanho também gera dificuldade de comprar roupas. “Tudo é difícil, não existe roupa em loja para as pessoas da minha altura. Tem que ser tudo sobre encomenda, já conheço algumas pessoas que fazem roupas, e elas têm as minhas medidas. Em alguns eventos que eu participo como garoto-propaganda também ganho roupa das marcas já para o meu tamanho”, afirma.

Joel Fernandes Silva, do interior da Paraíba, visita Fortaleza para promoção de um pastel de 70 centímetros, em um shopping de Fortaleza, nesta quinta-feira. Ele conta que aproveitou a “visibilidade” do seu tamanho para promover eventos. “Vi uma vez o mais alto do mundo participando de eventos e decidi participar também. A minha altura virou uma fonte de renda”, brinca.
Aos 14 anos Ninão tinha 2 metros de altura


(Foto: Bruno Gomes/Agência Diário)
Preso suspeito de se passar por agente do CEA e do PB1 com documentos falsos

Suspeito foi levado para a 7ª Delegacia, onde prestou depoimento ao delegado de plantão, que define as medidas a serem tomadas.
Portal Correio
7ª Delegacia Distrital em Cabedelo
Um homem de 23 anos foi preso na noite desta segunda-feira (1º) em Cabedelo, Grande João Pessoa, portando carteira de agente do Centro Educacional do Adolescente (CEA), carteira de agente da penitenciária PB1, distintivo policial e porte de arma, todos falsos.

De acordo com Polícia Civil, eles realizaram investigações e chegaram ao suspeito. Os detalhes do caso não foram divulgados.

O homem foi levado para a 7ª Delegacia Distrital, onde prestou depoimento ao delegado de plantão, que define as medidas a serem tomadas.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito vai passar por mais investigações para que seja esclarecida a procedência de toda a documentação falsa apreendida pela polícia.
Ricardo lidera rejeição com 33%; Cássio tem 23% e Vital 22%

Pesquisa foi divulgada pela TV Cabo Branco na noite desta segunda-feira
O governador Ricardo Coutinho (PSB), candidato a reeleição, lidera a rejeição dos eleitores paraibanos com 33%, segundo pesquisa Ibope divulgada pelo Jornal JPB segunda edição da TV Cabo Branco. Ainda segundo a pesquisa, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato que lidera as intenções de voto com 47%, tem 23% de rejeição.

O candidato do PMDB, Vital do Rego Filho (PMDB), aparece com 22% de taxa de rejeição. Major Fábio (PROS) e Tárcio Teixeira (PSOL) aparecem com 21% neste quesito e Antônio Radical tem 18%.

De acordo com os dados, 8% dos entrevistados responderam que não votariam em nenhum dos candidatos e 11% não souberam responder. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O índice de confiança da consulta é de 95%. O Instituto Ibope entrevistou 812 eleitores.


Da redação
WSCOM Online
No Cariri: Mulher denuncia que era mantida em situação de cárcere privado pelo marido e depois desiste de representá-lo
Por volta das 22h do último sábado a guarnição da Polícia Militar foi acionada via COPOM sobre um caso cárcere privado.

Segundo informações da PM, uma mulher que residia no Conjunto Novo em Sumé , encontrava-se em situação de cárcere privado pelo seu esposo.

De imediato as partes foram conduzidas a Delegacia, mas chegando ao órgão a vitima desistiu de representar o acusado.

Com Paraíba Mix
Animais na pista causam mais um acidente no Cariri paraibano
No último sábado o policiamento local da cidade do Congo foi solicitado pelo senhor Antônio Alves, onde o mesmo informou que teria acontecido um acidente de trânsito na PB-214 entre as cidades de Sumé e Congo.

A guarnição comandada pelo Sargento Célio se deslocou até o local e constatou a veracidade do fato.

Segundo o condutor do veículo o mesmo ao transitar teria tentado desviar de dois animais que estariam no meio da pista, e que nesse momento perdeu o controle do seu veículo um Corola, cor prata, placa BUP-0244/PB, tombando o mesmo, causando apenas danos materiais.
deolhonocariri








zucano lidera consulta com 14% de vantagem sobre o governador Ricardo Coutinho, que aparece em segundo.

O Sistema Paraíba de Comunicação divulgou, na noite desta segunda-feira (1º), os números da primeira pesquisa promovida pelo Instituto Ibope, nas eleições 2014, na Paraíba. De acordo com os dados da consulta, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato pela coligação “A Vontade do Povo”, está na frente na disputa pelo Governo doEstado  com 47% das intenções de voto dos paraibanos. 

O governador Ricardo Coutinho (PSB), candidato à reeleição pela coligação “A Força do Trabalho”, aparece na segunda posição com 33%. A diferença entre o primeiro e o segundo colocados na pesquisa ficou em 14 pontos percentuais.

O terceiro colocado na pesquisa é o senador Vital do Rego Filho (PMDB), da coligação “Renovação de Verdade”. O candidato peemedebista foi indicado por 4% dos entrevistados na consulta promovida pelo Ibope.

Major Fábio (Pros) é o quarto colocado com 1% das intenções de voto. Os candidatos Tárcio Teixeira (Psol) e Antônio Radical (PSTU) somaram juntos 1% na escolha do total de entrevistados. 

Votos brancos corresponderam à escolha de 8% dos entrevistados, enquanto que 6% não souberam responder ou não opinaram. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O índice de confiança da consulta é de 95%. O Instituto Ibope entrevistou 812 eleitores.
Ângelo Medeiros
WSCOM Online

O deputado estadual Assis Quintans (DEM) e seu irmão Luciano Quintans oficializaram na tarde desta sexta-feira (29), apoio à candidatura a reeleição do deputado estadual Carlos Batinga (PSC). Além deles, o vereador Sabugo, o ex-vereador Vicente e outras lideranças de Sumé, todos do grupo de Assis Quintans, também confirmaram apoio a Batinga. Os apoios se estendem por todo o Cariri paraibano.

O grupo considera Carlos Batinga a melhor alternativa para continuar na Assembleia, lutando pelo desenvolvimento da região, atrás de programas de infraestrutura hídrica, projetos para utilização das águas do Rio São Francisco, investimentos em educação voltada para as vocações e potencialidades do Cariri, projetos nas rodovias, dando continuidade aos planos de estradas e acessos a todos as cidades previstas no pacto novo Cariri, além do incentivo a caprinocultura, em defesa de uma participação maior dos agentes políticos da sociedade nas discussões. O setor da caprinocultura é hoje formado por cerca de cinco mil produtores vinculados as cooperativas e associações.

A luta de Batinga em defesa da região tem consolidado o apoio em todas as cidades do Cariri, participando dos maiores colégios eleitoral – Monteiro, Sumé, Serra Branca e Taperoá. Além das cidades menores – Coxixola, Parari e Amparo. O serviço prestado em defesa da população tem atraído votos de toda a região. O grupo do deputado Quintans também apoia a candidatura Pedro Cunha Lima para deputado Federal.

 OPIPOCO
 
Assessoria

O motorista do veículo que causou o acidente foi levado até a delegacia de Polícia Civil para prestar depoimento ao delegado


Parte traseira da viatura policial ficou destruída (Foto: Charley Garrido)
Um grave acidente envolvendo uma viatura do 14° Batalhão de Polícia Militar de Sousa deixou uma pessoa ferida na madrugada do último domingo (31) na rodovia José de Paiva Gadelha, que liga Sousa à Uiraúna.
De acordo com informações da Polícia Militar, a viatura realizou a prisão do popular Raimundo Martins Neto, que se envolveu em uma briga durante uma vaquejada. Durante o percurso da volta, um automóvel Fiat Strada que era conduzido por Leandro de Lima, colidiu violentamente na traseira da viatura policial.

O passageiro do Fiat bateu com a cabeça no para-brisa e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (SAMU) até o Hospital Regional de Sousa. Já o motorista do veículo que causou o acidente foi levado até a delegacia de Polícia Civil para prestar depoimento ao delegado de plantão.



Os dois veículos ficaram parcialmente destruídos. Os policiais militares e o preso que estavam na viatura não sofreram ferimentos.

OPIPOCO 
DIÁRIO DO SERTÃO
201409010910580000005564


Veja abaixo a agenda dos candidatos ao governo da Paraíba desta segunda (1º), listados em ordem alfabética.
Antônio Radical (PSTU)
Manhã: Não divulgado
Tarde: Não divulgado
Noite: Não divulgado
Cássio Cunha Lima (PSDB)
Manhã: Agenda parlamentar em Brasília
Tarde: Agenda parlamentar em Brasília
Noite: Agenda parlamentar em Brasília
Major Fábio (PROS)
Manhã: Reunião com Coordenação de Campanha
Tarde: Gravação de Guia Eleitoral
Noite: Encontro com Entidades Médicas na SIMED-PB
Ricardo Coutinho (PSB)
Manhã: Sem agenda de campanha
Tarde: Sem agenda de campanha
Noite: Sem agenda de campanha
Tárcio Teixeira (PSOL)
Manhã: Escreve guia eleitoral
Tarde: Grava guia eleitoral
Noite: Grava guia eleitoral
Vital do Rêgo (PMDB)
Manhã: Não divulgado
Tarde: Não divulgado
Noite: Não divulgado

OPIPOCO
G1
Carlos Batinga e Wilson Filho participam de caminhada em Monteiro e inauguram comitê em Taperoá

O deputado estadual Carlos Batinga (PSC) e o deputado federal Wilson Filho (PTB), cumpriram agenda na região do Cariri na manhã deste sábado. No início da manhã, eles participaram de uma caminhada pelo centro e feira livre de Monteiro, onde cumprimentaram a população e os feirantes. Em seguida seguiram para Taperoá, onde inauguraram o comitê de campanha em prol de suas candidaturas.

Carlos Batinga agradeceu o empenho da militância e destacou que a confiança que está recebendo dos paraibanos, aumenta sua responsabilidade como parlamentar. Já Wilson Filho agradeceu a confiança em seu nome e disse que continuará lutando pelo desenvolvimento de Monteiro e de toda a Paraíba.
Retorno de Galdino e adesão de Mineral deixa RC foi apenas 8 deputados
O retorno dos deputados Adriano Galdino e Antônio Mineral não fez bem ao governador Ricardo Coutinho. Com a volta de Galdino, o governador perdeu seu líder, Hervázio Bezerra, que voltou à condição de suplente. Com o retorno de Mineral, RC perdeu mais um deputado em sua bancada: mal reassumiu, o parlamentar anunciou apoio ao senador Cássio Cunha Lima.

Com isso, o governador viu ampliada a bancada de oposição, e ficou ainda mais diminuta a representação governista na Assembleia. Apesar da recente adesão do PT, o governador tem apenas oito deputados (dentre 36). O deputado Anísio Maia até já anunciou que irá votar no governador e, certamente, apoiar suas matérias encaminhadas à Casa, apesar de reafirmar sua independência…

Mas, o deputado Frei Anastácio segue firme na oposição, inclusive tem reafirmado seu apoio ao senador Vital Filho. De forma que a bancada do governador fica com os seguintes deputados: : Adriano Galdino (PSB), Anísio Maia (PT), Doda de Tião (PTB), Gilma Germano (PPS), João Gonçalves (PSD), Lindolfo Pires (Dem), Monaci Marques (PPS), Wilson Braga (PV).
Helder Moura
O parecer do procurador sugerindo aliança do PT com PMDB e os efeitos para RC

O governador Ricardo Coutinho não inicia bem a semana. Como se não bastasse a adesão de aliados como Antônio Mineiral que, apesar de ser do PSDB, vinha apoiando sua reeleição, estará com uma espada sobre a cabeça a partir do parecer do Procurador Geral Eleitoral Rodrigo Janot Barros, na última sexta (dia 29), que sugere a fim da coligação do PT com o PSB.

O parecer do ministro, recomendando a aliança do PT com o PMDB, e que diverge da decisão do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, pode levar o TSE ter outro entendimento e desfazer a aliança com o PSB, o que representaria considerável prejuízo para a coligação liderada por RC. O parece foi emitido, a partir de um recurso impetrado pelos advogados do PMDB.

Como se sabe, havia uma determinação da Direção Nacional do PT para que o partido se compusesse com o PMDB do senador Vital Filho. Mas, a Direção Estadual homologou durante sua convenção a aliança com o PSB do governador RC. O TRE votou (pelo placar de 4 a 3) pela manutenção da aliança, então o jurídico do PMDB decidiu recorrer.

O governador Ricardo Coutinho apostou todas as suas fichas na aliança com o PT, para alcançar um maior tempo para seu guia eleitoral, além de estabelecer uma parceria com o prefeito Luciano Cartaxo, indicando seu irmão, Lúcélio, como candidato a senador, para tentar recuperar o cacife eleitoral que havia perdido na Capital.

Como se sabe, na eleição de 2012, o governador sequer conseguir por a sua candidata a prefeita, Estela Bezerra, no segundo turno da disputa. Ficou patente durante o pleito que RC tinha de fato perdido seu poder de fogo em João Pessoa.

Parecer – Em seu parecer, o procurador afirmou: “O presidente (do PT Nacional) somente fez valer o que soberanamente foi decidido pelas hostes partidárias. O presidente, enquanto autoridade maior da agremiação, certamente representa a comissão executiva nacional.” E dai, segundo Janot, teria autoridade para rever a decisão da Direção Estadual.

Janot identificou, “por parte do diretório regional do PT, o desrespeito às diretrizes fixadas pelo diretório nacional no que tange à formação de coligações no âmbito estadual” e que a decisão do PT paraibano “vai de encontro a tal diretriz”. Com, isso, ele afirma que “em tendo havido o desrespeito a diretrizes firmadas pelo diretório nacional , a anulação da deliberação do diretório regional do PT encontra respaldo na Lei das Eleições e na própria jurisprudência dessa Corte Superior”.

Rodrigo Janot finaliza seu parecer afirmando que “o acórdão regional está a merecer reforma, devendo ser deferido o DRAP (Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários) apresentado pela coligação recorrente (Renovação de Verdade), considerando-se válida a coligação formada por PT e PMDB, para a disputa da eleição majoritária no Estado da Paraíba”.
Helder Moura
Mídia nacional questiona contrato entre o Estado e a Cruz Vermelha
Folha de S. Paulo cita que a Organização é investigada por gerir o Hospital de Trauma de JP

A Cruz Vermelha no Brasil, que administra o hospital de Trauma de João Pessoa, voltou a ser destaque na mídia nacional, nesta segunda-feira (01), pelo acúmulo de processos por parte de seus dirigentes pelo Brasil, acusados de desviarem recursos da área da Saúde. Em matéria do Portal Folha de São Paulo, a cidade de João Pessoa é citada.

No mês de julho, auditoria encomendada pela Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha, órgão com sede em Genebra, na Suíça, apontou que a Cruz Vermelha Brasileira desviou dinheiro arrecadado em campanhas humanitárias para socorrer vítimas de crise na Somália, do tsunami no Japão e das enchentes na região serrana do Rio de Janeiro. De acordo com informações do jornal Folha de São Paulo, os valores desviados - R$ 212 mil nas duas primeiras campanhas e R$ 1,6 milhão, na última - foram repassados a uma ONG que pertence à mãe do vice-presidente da Cruz Vermelha à época em que as transferências foram feitas, Anderson Marcelo Choucino.

Veja matéria completa da Folha clicando AQUI

Segundo a reportagem da Folha, na Paraíba, mais precisamente em João Pessoa, a filial gaúcha da Cruz Vermelha é investigada por gerir o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena a um custo de R$ 9,8 milhões por mês. O caso ganhou atenção e críticas da oposição devido à renovação com a instituição até 2016, mesmo tendo os Tribunais de Contas e da União apresentado problemas.

Segundo a promotora Gardênia Galdino, a contratação da Cruz Vermelha sem licitação em 2011 está sendo investigada pelo Ministério Público da Paraíba.

A gestão do Hospital de Trauma foi iniciada com o empresário Daniel Gomes da Silva, diretor nacional da Cruz Vermelha, que era dono de uma empresa de ambulâncias que ganhou destaque nacional por ser flagrado oferecendo propina para fechar contratos com hospitais do Rio de Janeiro em 2012.

Daniel Silva era dono de uma empresa de aluguel de ambulâncias, a Toesa, que ficou famosa em 2012 após o "Fantástico", da Globo, flagrá-la oferecendo propina para fechar contrato com hospitais no Rio.

Réu numa ação em Natal (RN) - acusado de chefiar um esquema que usava uma ONG para favorecer a Toesa-, Daniel Silva foi reeleito para o Conselho Diretor da Cruz Vermelha em julho.


Folha de São Paulo
 Imagem ilustrativa

O delegado Diego Garcia, titular da 3ª Delegacia Distrital de Tambauzinho, em João Pessoa, foi baleado na perna ao trocar tiros com bandidos em tentativa de assalto no bairro do Bessa, Zona Norte da Capital na noite desse domingo (31), por volta das 20h30. Um dos bandidos morreu.

Garcia estava em um bar, na Rua Fernando Luis Henrique. Ele estaria com amigos no momento do ocorrido. Segundo testemunhas, dois rapazes passaram a pé na frente do bar e observaram a movimentação. Como havia poucas pessoas no local, eles teriam voltado e anunciado o assalto.

De acordo com a polícia, existe a hipótese de que a dupla possa ter reconhecido o delegado e que um deles teria sacado a arma, efetuando o disparo. A vítima revidou, para se defender, e conseguiu atingir um dos homens, que veio a óbito.

Os presentes informaram que o bandido sobrevivente fugiu em um veículo Hyundai Tucson de cor preta e que estaria trajando camisa verde.

Diego Garcia, além da delegacia de Tambauzinho, trabalha também na 12ª DD (Disp de Manaíra). Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência para um hospital particular da Capital. O delegado já recebeu alta hospitalar.

Portal Correio

 
Em reunião na última sexta-feira (29), na cidade de São João do Cariri, a Câmara de Vereadores daquele município aprovou projeto de lei de incentivo aos artistas locais. O projeto aprovado é de autoria do Ver. Hélio Morais e com Emenda Modificativa do Presidente Francisco Júnior, que obriga a Prefeitura de São João do Cariri a, nas contratações de shows musicais, destinar o percentual de 10% (dez por cento), no mínimo, da verba pública orçamentária disponível para artistas locais. O projeto será encaminhado para sanção do prefeito Marcone Medeiros.
 
Conforme o projeto, depois de tornar-se lei, caso o gestor municipal não cumpra a legislação, será processado por improbidade administrativo, de acordo com a Lei 8.429/92 e desatendimento à Lei complementar n.101, Lei de Responsabilidade Fiscal.
 
O autor do projeto, Hélio Morais, disse que o artista local terá a partir destalei a oportunidade de crescer e de ser incentivado. Ele ainda, se comprometeu em ajudar na criação de uma associação de artistas no município. Os artistas locais compareceram a reunião e agradeceram a aprovação feita pelos vereadores.
 
Para Francisco Júnior, o trabalho deve continuar para que o movimento cultural de São João do Cariri se desenvolva ao ponto de fazer por merecer um investimento cada vez maior. Ele entende que destinar 10% do orçamento dos festejos no município para os artistas são-joanenses, é justo e viável.
 
Ainda na reunião, foi aprovado o projeto de lei n.º 21/2014 que altera o dia do evangélico para o terceiro sábado de novembro. A atual data é em setembro. Ainda no projeto fica instituído que a prefeitura deve promover eventos alusivos a data comemorativa. Paralelamente ao projeto do dia do evangélico, os vereadores também aprovaram a criação da Semana de Celebração da Cultura e dos Movimentos Evangélicos que será incluído no Calendário Oficial do município.
 
O presidente Francisco Júnior também colocou para votação, o projeto de lei n.º 23 que autoriza o prefeito a firmar convênio com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE de Campina Grande, com o objetivo de prestação de serviços clínicos e Pedagógicos aos portadores de necessidades especiais do município de São João do Cariri, matriculados no ano de 2014, bem como, aqueles que venham a se matricular após a assinatura do convênio.
 
Os vereadores também aprovaram dois requerimentos de voto de pesar apresentados pelo ver. Francisco Júnior.
 
Cariri de São João

Na tarde deste domingo (31), por volta das 15:30h, um acidente grave deixou uma vítima fatal na zona rural da cidade de Monteiro, no sítio Tamanduá. De acordo com informações repassadas para a redação do Pipoco, uma motocicleta XLR ao passar em um trecho  perdeu o controle  e colidiu com uma cerca e o condutor  foi arremessado sobre um roçado. Apos a colisão, o jovem não resistiu e veio a falecer. A Policia Militar chegou ao local tomando as providências. O jovem conhecido como João José, vinha de uma barragem da zona rural. A família do jovem já estava presente no local e passaram informações de que possivelmente ele estaria embriagado.





OPIPOCO
 O presidente estadual do PMDB e candidato a senador, José Maranhão, declarou,  neste final de semana,  que o apoio oficial do Partido dos Trabalhadores, faltando 35 dias para as eleições não contribuirá com mais para a sua coligação.
“A aliança a essa altura não acrescentará e nem retirará nada”, disparou Maranhão.

O peemedebista lembrou que em todas às eleições na Paraíba o PT sempre esteve dividido.

“Eu fui candidato duas vezes tendo na chapa um vice-governador do PT e o partido se dividia. Hoje parte do partido está conosco e outra está contra nós”, explicou Maranhão.


Roberto Targino - MaisPB

O Presidente do PP de Sumé, Rosildo Alves, conhecido com Dida rompeu com o Prefeito de Sumé Francisco Duarte da Silva Neto,bem como o ex Vereador de Sumé Nego do PMN, anunciou o seu desligamento do grupo político do atual Gestor.

O anúncio foi feito após um encontro nesta sexta feira com o Prefeito em seu gabinete.

Dida Alves e Nego afirmaram que o principal motivo para o rompimento foi às escolhas dos partidos para os apoios nestas Eleições que não são comuns aos candidatos do atual Prefeito de Sumé.

O Presidente do PP, Dida Alves destacou que o apoio do seu partido nas últimas eleições municipais a reeleição do Prefeito foi importante e até poderia continuar, mas como há uma exigência de Dr. Neto que eles apoiem seus candidato ,ficou difícil manter a aliança já que suas escolas foram outras.

Já o Ex Vereador Nego,fez questão de enfatizar que já tinha compromissos anteriores para as Eleições atuais e não tinha como estar lado a lado com Dr. Neto no palanque dos seus candidatos.

Jacqueline Oliveira


Com parcelas atrasadas em até 05 meses e depois das denúncias do vereador Paulo Sérgio Barros (PT do B), na tribuna da Casa Leidson da Silva e nas emissoras locais dando conta do problema que esta inadimplência causaria aos agricultores e agricultoras familiares, o prefeito perdeu a queda-de-braço e sem saída, teve que honrar com o compromisso de pagar a contrapartida do município ao Programa Garantia Safra.

O vereador Paulo Sérgio Barros disse que agora pode concentrar seus esforços noutra reivindicação, que é o abastecimento d’água das comunidades rurais. 
 
No meu Cariri
O deputado Carlos Batinga (PSC) e o deputado federal Wilson Filho (PTB), ambos candidatos à reeleição, realizaram na manhã deste sábado (30), uma caminhada pelo centro e feira livre de Monteiro. Batinga e Wilson Filho receberam o carinho e confiança dos monteirenses, onde cumprimentaram os feirantes e a população.

Estiveram presentes na caminhada, além dos deputados Batinga e Wilson Filho, o ex-vereador e candidato a prefeito de Monteiro, Juraci Conrado, os vereadores Christianne Leal e Bião Nunes, o ex-vereador Inácio Gabriel, além de lideranças políticas locais, a exemplo de Brando do PTB, Simão do Bolão, Nal Nunes, Rubens Remígio, professora Jacira e entre outras.



Carlos Batinga agradeceu o empenho da população, que demostrou mais uma vez a confiança que tem no seu trabalho, e destacou que o apoio que está recebendo da população, aumenta sua responsabilidade como parlamentar.

Já o deputado Wilson Filho, agradeceu a confiança em seu nome e disse que continuará lutando pelo desenvolvimento de Monteiro e de toda a Paraíba. Wilson Filho ainda aproveitou, para reafirmar a sua candidatura à reeleição, após rumores de que ele estaria desistindo do pleito, e finalizou dizendo que tudo isso não passa de desespero de seus adversários.

O ex-vereador e candidato a prefeito de Monteiro, Juraci Conrado se mostrou confiante, e disse que essa caminhada é a arrancada para a vitória de Carlos Batinga e Wilson Filho.

Após a caminhada em Monteiro, o deputado estadual Carlos Batinga e o deputado federal Wilson Filho, seguiram para a cidade de Taperoá, onde inauguraram o comitê de campanha naquela cidade.

Em Taperoá, Batinga e Wilson Filho foram recepcionados pelo ex-prefeito Deoclecio Moura, e várias lideranças políticas, que fizeram questão de cumprimenta os deputados. O evento foi marcado pelo entusiasmo da população taperoaense, que confia no trabalho de Carlos Batinga e Wilson Filho, pela luta de muitos anos em prol do desenvolvimento do município. 

Fato aconteceu na noite deste sábado (30), no conjunto Cidade Satélite. Homem teria assaltado uma adolescente numa parada de ônibus



Amarrado, suspeito foi agredido até a chegada da polícia (Crédito: (Foto: Marksuel Figueiredo/Inter TV Cabugi))
Um homem suspeito de ter roubado o aparelho celular de uma adolescente foi espancado por moradores do conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal. A ocorrência foi registrada na noite deste sábado (30). Segundo a Polícia Militar, a vítima contou que foi assaltada numa parada de ônibus que fica na marginal da BR-101. Quando as guarnições chagaram ao local o suspeito foi encontrado no chão, com as mãos e pés amarrados, e já desmaiado.
A adolescente disse que estava na parada de ônibus quando o homem se aproximou, a segurou pelo braço e tirou o telefone de dentro da bolsa dela. Em seguida, ele fugiu. Numa rua próxima, o porteiro de um condomínio percebeu a atitude suspeita do homem e o segurou. "Moradores da região, que teriam presenciado quando a garota foi assaltada, partiram para cima do suspeito, o renderam, amarraram e o agrediram", relatou a polícia.
O suspeito foi levado para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho. Testemunhas contaram à polícia que o homem trabalha como flanelinha, mas não souberam dizer o nome dele. Algumas pessoas também disseram que o agredido já teria cometido outros assaltos na região.
'Cidadão age quando Estado falha', diz promotor
Em infográfico publicado no início de julho, o G1 fez um levantamento sobre casos em que cidadãos cometeram crimes ao tentar fazer justiça com as próprias mãos. Com cinco casos, o Rio Grande do Norte aparece como o terceiro estado com mais linchamentos noticiados neste ano, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro.
Na ocasião da publicação, do levantamento, o promotor de Justiça de investigações criminais, Wendell Beetoven Ribeiro Agra, disse que a situação é preocupante. Ele acredita que a descrença na justiça criminal levou ao ponto atual. "Como as pessoas desacreditam, elas passam a fazer justiça com as próprias mãos, o que é uma forma totalmente ilegítima de aplicação de punição. O cidadão age quando o Estado falha", opina. "Não acredito em soluções miraculosas com criação de divisões especiais para investigar crimes. Falta só o feijão com arroz, as delegacias de bairro investigarem", acrescenta o promotor.

Do G1 RN

Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 46 milhões


Ninguém acertou as seis dezenas do Concurso 1.631


Nenhuma aposta acertou as seis dezenas sorteadas  no concurso 1.631 da Mega-Sena realizado neste sábado (30), em Pelotas (RS). No próximo sorteio, que vai acontecer na quarta-feira (3) a previsão é que o prêmio chegue a R$ 46 milhões.
Veja as dezenas: 04 - 29 - 44 - 47 - 48 - 60.

A quina teve 140 acertadores e cada um vai levar R$ R$ 26.864,44. Já a quadra pagará R$ 556,25 para cada um de seus 9.659 ganhadores.

Para apostar
A Caixa Econômica Federal faz os sorteios da Mega-Sena duas vezes por semana, às quartas-feiras e aos sábados. As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 2,50.
da redação
 
A partir desta segunda-feira (1º), os consumidores paraibanos passam a pagar 12% a mais pelo gás de cozinha, que vai sair de R$ 40 para R$ 45 no estado. A alta anunciada pelas Distribuidoras deixa o produto mais caro em todo o país.

Segundo as distribuidoras, o reajuste aplicado tem a finalidade de cobrir os custos operacionais das empresas, que sofre o impacto da inflação acumulada nos últimos 12 meses e das despesas com folha de pagamento dos funcionários, em função do dissídio coletivo da categoria.

O presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás GLP da Paraíba, Marcos Antônio Bezerra, explicou que apesar do aumento, o valor do gás de cozinha vendido aqui no estado continua sendo o menor do Brasil. Ao longo dos anos, segundo a direção da instituição que representa o segmento, os revendedores vêm absorvendo parte dos custos para evitar o repasse de um reajuste maior para o consumidor final.

O percentual do último aumento, também aplicado pelas distribuidoras foi de 9,7% em setembro do ano passado. ”Como revendedores, torcemos para que a Petrobras consiga manter a estabilidade dos preços nos próximos meses. Mas, sabemos que tudo depende de vários aspectos ligados a questão da economia do país”, afirmou Marcos Antônio.

A direção do Sinregás orienta o cidadão a exigir no momento da compra, o cupom fiscal. “Esse é um mecanismo de defesa do consumidor, pois através desse documento, ele tem assegurado o cumprimento dos direitos previstos em lei”, complementou Marcos Antônio.

Nos 223 municípios paraibanos existem aproximadamente 1.200 postos de revenda legalizados. Somente aqui em João Pessoa, são cerca de 300 pontos de venda autorizados, atendendo às exigências de comercialização que têm o objetivo de garantir saúde e segurança a população.

Portal Correio
O Palmeiras começou bem, incomodou o Inter, mas viu tudo desmoronar em uma nova falha de sua defesa. Neste sábado, no Pacaembu, a equipe paulista perdeu para o clube gaúcho por 1 a 0, em partida válida pela 18ª rodada do Brasileiro. O único gol do jogo foi feito pelo atacante Jorge Henrique.

O triunfo melhora as perspectivas do Inter na primeira divisão: a equipe vinha de duas derrotas e, com os três pontos conquistados, chega a 35 e está na vice-liderança, mas ainda depende de outros resultados para confirmar a posição.

Do outro lado, o Palmeiras não conseguiu encaixar a segunda vitória consecutiva na Série A - no último fim de semana, também no Pacaembu, havia derrotado o Coritiba por 1 a 0. O tropeço deixa o time estacionado na 16ª colocação, com 17 pontos.

O único gol saiu aos 19 minutos do primeiro tempo. E em três toques. Dida deu um chutão para frente. Já no campo de ataque, Rafael Moura venceu a disputa pelo alto com Wellington e tocou de cabeça. A bola passou por cima de Lúcio, e Weldinho falhou ao não conseguir acompanhar Jorge Henrique, que se antecipou ao atrasado Fábio e tocou para balançar as redes. No intervalo, o goleiro palmeirense disse que 'errou o cálculo' na hora de sair do gol.

O atacante do time gaúcho, aliás, foi a principal arma ofensiva da equipe de Abel Braga na primeira etapa, ao ter um gol anulado e ver um chute e fora da área raspar no travessão.

No segundo tempo, o Palmeiras novamente começou melhor. Pressionou e viu Mendieta e Cristaldo terem chances, mas ambas foram bem defendidas pelo goleiro Dida. Após cerca de 25 minutos, o Inter equilibrou as ações, passou a controlar cada vez mais a partida e impediu que o time de Ricardo Gareca ameaçasse novamente quase atéo fim do jogo, quando Allione, após boa tabela com Cristaldo, chutou para fora.

No fim, o canto da torcida ecoou forte no Pacaembu: "Não é brincadeira, estão acabando com a história do Palmeiras."

Na próxima rodada, no dia 7 de setembro, às 18h30, o Palmeiras enfrenta o Atlético-PR na Arena da Baixada, em Curitiba. No mesmo dia e horário, o Inter recebe o Figueirense no Beira-Rio, em Porto Alegre.

ESPN  
Marcelo Moreno chegou a 37 gols com a camisa cruzeirense
Não tem jeito: o Cruzeiro não vacila em casa, especialmente diante de times que não estão na parte de cima da tabela. Neste sábado, o time contou mais uma vez com grande apoio da torcida no Mineirão, ignorou o mal primeiro tempo e precisou de apenas 8 minutos para bater a Chapecoense por 4 a 2 e seguir sobrando na liderança do Campeonato Brasileiro. Marcelo Moreno, duas vezes, Léo e Alisson garantiram o triunfo cruzeirense. Zezinho e Bruno Rangel marcaram para os visitantes.

A prevista vitória, porém, chegou mesmo a ficar ameaçada por algum tempo. Logo aos 10 minutos de jogo, Dedé (o da Chapecoense) resolveu arriscar um chute despretensioso da intermediária. A bola parecia ser de fácil defesa para Fábio, mas Zezinho apareceu na entrada da área para desviar e matar completamente o goleiro, que só observou a bola entrar no outro canto.

Em desvantagem, o Cruzeiro partiu com tudo para cima. Mas o dia parecia mesmo não ser do líder da competição. As chances apareciam com frequência, mas a bola teimava em não entrar. Marcelo Moreno tentou na saída do goleiro, em chute da entrada da área, de cabeça. Ricardo Goulart também apareceu tentando completar cruzamentos de cabeça e até cobrando falta. A bola passava perto ou parava nas mãos do goleiro, mas não entrava.

"A gente está chegando muito rápido nos contra-ataques, temos o ponto dos cruzamentos forte, mas a zaga deles é alta e estão conseguindo tirar. Vamos conversar com o Marcelo Oliveira e ver o que a gente pode fazer", analisou Willian na saída para o intervalo.

E o papo com o treinador não mudou tanto o estilo do jogo, mas foi mesmo produtivo. Em oito minutos, o Cruzeiro buscou a virada. Aos 4 minutos, Alisson cruzou da esquerda, e o zagueiro Léo apareceu sozinho para cabecear a bola para as redes. Aos 6, Mayke puxou pelo outro lado e cruzou para Marcelo Moreno cabecear para as redes. E aos 12, o terceiro. De novo cruzamento de Mayle, o goleiro saiu mal do gol, e Alisson apareceu na segunda trave para completar de voleio para o gol vazio.

A Chapecoense ainda ameaçou voltar para a disputa. Aos 24, o time catarinense fez ótima jogada e invadiu a área com Tiago Luís, que rolou para Bruno Rangel dominar e bater no canto, sem chances para Fábio. O problema é que o Cruzeiro tinha a bola aérea e matou a partida mais uma vez logo na saída de bola: cruzamento de Mayke pela direita e mais uma cabeçada de Marcelo Moreno para as redes.

A vitória coloca o Cruzeiro com 42 pontos, oito a mais que o vice-líder Internacional, que bateu o Palmeiras por 1 a 0 neste sábado. Mas a vantagem na ponta pode volta a sete se o São Paulo bater o Figueirense fora de casa neste domingo. Já a Chapecoense segue com 19 pontos e em 15º lugar, mas sem chances de terminar a rodada na zona de rebaixamento.

A boa vantagem na ponta dá mais tranquilidade para a missão difícil do Cruzeiro na rodada que encerra o primeiro turno do Brasileirão: o time vai até o Rio de Janeiro enfrentar o Fluminense no Maracanã. Antes, vai até Alagoas enfrentar o Santa Rita pela Copa do Brasil, mas já com a mão na vaga depois de golear por 5 a 0 na partida de ida. Já a Chapecoense volta a campo apenas no sábado pelo Brasileirão, quando recebe o Goiás.

OPIPOCO


Confira os pesos dos atletas:
CARD PRINCIPAL
Peso-galo (até 61,2kg)*: TJ Dillashaw (61,2kg) x Joe Soto (61,2kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Tony Ferguson (70,5kg) x Danny Castillo (70,8kg)
Peso-galo (até 61,7kg): Bethe Correia (61,5kg) x Shayna Baszler (61,2kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Ramsey Nijem (70,8kg)** x Carlos Diego Ferreira (70,5kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Yancy Medeiros (70,8kg)** x Damon Jackson (70,3kg)
CARD PRELIMINAR
Peso-médio (até 84,4kg): Lorenz Larkin (84,4kg) x Derek Brunson (84,4kg)
Peso-pesado (até 120,7kg): Ruan Potts (112,5kg) x Anthony Hamilton (115,7kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Chris Wade (70,5kg) x Cain Carrizosa (70,5kg)

O Portuga's Bar traz para você a melhor programação para o seu final de semana.


Fica localizado próximo ao Centro da cidade em Monteiro, por trás do Banco Sicoob.
Presidentes do PP e PMN de Sumé rompem com Dr. Neto


O Presidente do PP de Sumé, Rosildo Alves, conhecido com Dida rompeu com o Prefeito de Sumé Francisco Duarte da Silva Neto,bem como o ex Vereador de Sumé Nego do PMN, anunciou o seu desligamento do grupo político do atual Gestor.
O anúncio foi feito após um encontro nesta sexta feira com o Prefeito em seu gabinete.
Dida Alves e Nego afirmaram que o principal motivo para o rompimento foi às escolhas dos partidos para os apoios nestas Eleições que não são comuns aos candidatos do atual Prefeito de Sumé.
O Presidente do PP, Dida Alves destacou que o apoio do seu partido nas últimas eleições municipais a reeleição do Prefeito foi importante e até poderia continuar, mas como há uma exigência de Dr. Neto que eles apoiem seus candidato ,ficou difícil manter a aliança já que suas escolas foram outras.
Já o Ex Vereador Nego,fez questão de enfatizar que já tinha compromissos anteriores para as Eleições atuais e não tinha como estar lado a lado com Dr. Neto no palanque dos seus candidatos.
Opipoco com Jacqueline Oliveira
Mineral anuncia apoio à candidatura de Cássio

Mineral teve um encontro com o senador Cássio no Aeroporto de Patos
O deputado estadual Antônio Mineral (PSDB) acaba de anunciar sua adesão à candidatura do senador Cássio Cunha Lima ao governo doEstado, abandonando o apoio que vinha dando ao governador Ricardo Coutinho.

Mineral teve um encontro com o senador Cássio no Aeroporto de Patos. A negociação foi feita pelo deputado Domiciano Cabral, que vinha conversando com Mineral há dias.

“Não podia deixar de acompanhar Cássio nessa jornada. Sempre fui aliado dele e agora voltamos a nos encontrar”, disse Mineral


Quem é? – O deputado estadual Antônio Mineral (PSDB) não é novato em política. Começou sua vida política como vereador por dois mandatos no município de Passagem, no Sertão da Paraíba, e chegou a ser presidente da Câmara Municipal.

Em 1996, o Distrito de Areia de Baraúnas, que era ligado a Passagem, passou à condição de município e ele foi eleito o primeiro prefeito do lugar. Em 2000 foi reeleito prefeito.

Em 2002, quando o então prefeito de Campina Grande, Cássio Cunha Lima, renunciou ao mandato para se candidatar ao governo do Estado pelo PSDB, Mineral seguiu seus passos e também renunciou a Prefeitura de Areia de Baraúnas, candidatando-se a deputado estadual pelo PSDB.

Foi eleito com 23.857 votos, segundo consta no mapa eleitoral do TRE para as eleições daquele ano. Sempre foi um homem ligado ao Grupo Cunha Lima. Em 2006, Cássio candidatou-se à reeleição e Mineral foi reeleito deputado estadual, obtendo 25.645 votos.

Em 2010 novamente acompanhou Cássio e apoiou o então candidato Ricardo Coutinho, do PSB, numa aliança com o PSDB. Foi eleito pela terceira vez com 24.387 votos.

Ampliou sua atuação política para municípios do Cariri paraibano e para o Vale do Piancó, onde é votado.

Da Redação
WSCOM Online